Observatório de Remoções identifica grupos de
pessoas ameaçadas por projetos urbanos

O Observatório de Remoções, da FAU-USP, está realizando um projeto de mapeamento colaborativo e interativo e formação de pesquisadores sociais em comunidades da região metropolitana de São Paulo.

Sediado nos laboratórios LABCIDADE e LABHAB, ambos do Departamento de Projeto da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, o trabalho tem o financiamento da Fundação Ford e está sendo desenvolvido em parceria com a UFABC e a UNILA. A FUSP auxilia o Observatório de Remoções na gestão administrativa e financeira do projeto.

O objetivo é identificar e mapear as regiões e grupos de pessoas impactadas e ameaçadas por remoções involuntárias decorrentes de projetos urbanos de diversa natureza. O projeto visa também apoiar as comunidades envolvidas por meio do oferecimento de ferramentas de compreensão desse fenômeno urbano e de defesa do seu direito à moradia.

Estruturado a partir de quatro frentes de trabalho a serem desenvolvidas nos anos de 2015 e 2016 – ações colaborativas, mapeamento, articulação e multiplicação da metodologia, o projeto trata do fenômeno da remoção a partir de diferentes escalas territoriais. As ações colaborativas junto às comunidades vulneráveis, bem como o mapeamento, serão realizadas na cidade de São Paulo e em municípios do ABC.